EDUCAÇÃO MUSICAL: UMA TRILHA PAUTADA NO CONTEXTO DE ÉPOCA

Susana Rosa, Rachel Duarte Abdala

Resumo


Resumo-: Este artigo é um recorte da revisão de literatura de um projeto de pesquisa de mestrado que propomos analisar através de um estudo de caso de prática de Educação Musical: o Programa de Musicalização implantado na Rede de ensino do Fundamental I numa determinada escola da Região do vale do Paraíba. A Lei 11.769/08 alterado o artigo 26 em maio de 2016 pela Lei 13.278, estende por mais 5 anos o prazo para que os sistemas de ensino garantam a adequada formação dos professores licenciados em música e em número suficiente para atuar nas escolas públicas. Apresentamos preliminarmente toda a legislação que diz respeito ao ensino de música nas escolas públicas brasileiras em que buscamos entender a concepção da lei dentro do contexto histórico do Brasil, o papel do ensino da música e a formação dos professores de música. A pesquisa caracteriza-se como básica, qualitativa e exploratória. Recorremos ao processo analítico, à triangulação para analisar os dados na legislação, incorporado a um governo e da formação do professor de música. Identificamos que cada governo fomentava um aspecto da educação musical dentro das escolas e por um grande período a partir da década de 70, o ensino de música não foi considerado necessário no ensino público até 2008. Por consequência hoje os professores licenciados para atuarem com a música são raros, reforçando a extinção e a falta de reconhecimento como sendo uma das linguagens da Arte essencial para o desenvolvimento humano desde a infância dentro de um processo de ensino orientado.

 


Palavras-chave


Educação Musical. Legislação. Formação de Professores.

Texto completo:

PDF

Referências


BOMENY, Helena.Os intelectuais da educação. Rio de Janeiro: Jorje Zahar, 2003.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9.394, 20 de dezembro de 1996.

______. Ministério da Educação. Conselho Nacional da Educação.Parecer CFE nº 540 de 10 de fevereiro de 1977 sobre o tratamento a ser dado aos componentes curriculares previstos no art.7º da Lei nº 5692/71 In: documenta nº195, Rio de Janeiro, fev/1977.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: arte. Brasília: MEC/SEF, 1997. Disponível: . Acesso em: 10 mai 2017.

______. Poder Executivo. Decreto n. 1.331 A, de 17 de fevereiro de 1854. Approva o Regulamento para a reforma do ensino primario e secundario no Municipio da Côrte. Coleção das Leis do Império do Brasil, Rio de Janeiro, tomo 17, parte 2ª, seção 12ª, 17 fev. 1854. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-1331-a-17-fevereiro-1854-590146-publicacaooriginal-115292-pe.html.Acesso em: 29 abr 2016.

______. Presidência da República. Lei n. 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Brasília, 1971. Disponível em < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1970-1979/lei-5692-11-agosto-1971-357752-publicacaooriginal-1-pl.html>. Acesso em: 27 jun 2016.

______. Presidência da República. Decreto n. 19.890, de 18 de abril de 1931. Dispõe sobre a Organização do Ensino Secundário. Rio de Janeiro, 1931. Disponível em: . Acesso em: 26 jun 2009.

______. Presidência da República. Lei nº 11.769, de 18 de agosto de 2008. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, Lei de Diretrizes e Bases da Educação, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica. Brasília, 2008. Disponível em: :< http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2008/lei-11769-18-agosto-2008-579455-publicacaooriginal-102349-pl.html>. Acesso em: 27 jun 2016.

______. Presidência da República. Lei nº 13.278 de 2 de maio de 2016. Altera o §6º do art.26 da Lei nº 9394 de 20 de dezembro de 1996, que fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, referente ao ensino de arte.

______. Senado Federal. Decreto n. 981, de 8 de novembro de 1890. Approva o regulamento da instrucção primaria e secundaria do Districto Federal. Rio de Janeiro, 1890. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-981-8-novembro-1890-515376-publicacaooriginal-1-pe.html> . Acesso em: 26 jun 2016.

______.Senado Federal. Decreto n.24.794, de 14 de julho de 1934. Cria, no Ministério da Educação e Saúde Pública, sem aumento de despesa, a Inspetoria Geral do Ensino Emendativo, dispõe sobre o Ensino do Canto Orfeônico, e dá outras providências. Rio de Janeiro, 1934. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-24794-14-julho-1934-515847-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acesso em: 15 jul 2016.

______. Senado Federal. Decreto-Lei n. 4.993, de 26 de novembro de 1942. Institue o Conservatório Nacional de Canto Orfeônico e dá outras providências. Rio de Janeiro, 1942. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-4993-26-novembro-1942-415031-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acesso em: 29 abr 2016.

______. Senado Federal. Decreto-Lei n. 8.529, de 02 de janeiro de 1946. Lei Orgânica do Ensino Primário. Rio de Janeiro, 1946. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-8529-2-janeiro-1946-458442-publicacaooriginal-1-pe.html>. . Acesso em 20 abr 2016

ESPERIDIÃO, Neide. Educação Musical e formação de Professores: suíte e variações sobre o tema. São Paulo: Globus editora, 2012. Coleção Cultura e Educação.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O legado da Pesquisa Qualitativa. Palestra proferida na Universidade Federal do Rio de Janeiro, de 5 à 7 de ago de 2015. Disponível: . Acesso em 10 de jul. 2016.

____________________________. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 29. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.32813/rchv12n12019artigo6

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Ciências Humanas - eISSN: 2179-1120




Programa Anti-plágio utilizado:

CopySpider