AVALIAÇÃO DA METODOLOGIA THEOPRAX PARA A FORMAÇÃO PROFISSIONALIZANTE NO SENAI-BAHIA

Resumo

A necessidade de constantes inovações em produtos, processos e sistemas de gestão tem sido determinante na busca por profissionais adequadamente formados. Essa busca leva ao questionamento do ensino técnico tradicional e do seu papel de desenvolver aptidões para o mundo do trabalho na atualidade. Na tentativa de preencher lacunas na formação profissionalizante, têm surgido metodologias que tentam sintonizar o ensino técnico tradicional com as novas demandas. Uma delas é a metodologia alemã TheoPrax, focada no desenvolvimento de habilidades comportamentais praticadas em projetos realizados pelos alunos em empresas, sob orientação e acompanhamento de docentes. Uma avaliação preliminar dessa metodologia – a qual vem sendo adotada em unidades do ensino técnico do SENAI da Bahia - aferiu a contribuição da mesma para o desenvolvimento das habilidades comportamentais dos alunos na execução de projetos de trabalho no ambiente industrial local. A referida avaliação foi feita sob tripla perspectiva: (a) dos próprios alunos egressos; (b) dos docentes; e (c) das empresas onde os alunos atuaram. Este trabalho permitiu um olhar crítico sobre a metodologia TheoPrax no SENAI da Bahia, ensejando sugestões de ajustes na execução e monitoramento dos projetos, com vistas ao aprimoramento da aprendizagem de habilidades comportamentais dos discentes que fazem emprego daquela metodologia.

Biografia do Autor

Camila de Sousa Pereira-Guizzo, Centro Universitário SENAI CIMATEC
Doutora em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (2010) e Especialista em Gestão Organizacional e Recursos Humanos pelo Departamento de Engenharia de Produção da mesma instituição (2004). Professora Adjunta do Centro Universitário SENAI CIMATEC-Bahia. Líder do Grupo de Pesquisa CNPq Fatores Humanos e Aprendizagem Tecnológica. Membro Grupo de Trabalho Relações Interpessoais e Competência Social (ANPEPP).
Publicado
2019-04-30