A interdisciplinaridade do conceito de Representações Sociais de Serge Moscovici

Renato Fernandes Lobo, Mariza Martins Furquim Werneck

Resumo


O presente artigo aborda a Teoria das Representações Sociais, estabelecida por Serge Moscovici, a partir de uma perspectiva interdisciplinar, buscando critérios para o uso dessa teoria em pesquisas históricas, através do diálogo entre a obra de Moscovici com importantes linhas teóricas da historiografia. Busca-se também uma forma de aproximar os conceitos de Representação Social e Ideologia, pois tal aproximação permite identificar as relações de poder existentes na criação e na disseminação das representações. Para evidenciar o modo como as representações sociais podem transmitir ideologias é analisado o papel da mídia e o modo como esta exerce pressão sobre a dinâmica das representações predominantes no chamado senso comum.


Palavras-chave


Representações Sociais. História. Ideologia. Mídia

Texto completo:

PDF

Referências


BARATA, A. M. Sociabilidade maçônica e indepêndencia do Brasil (1820-1822). In JANCSÓ, I (org.) Indepedência: História e Historiografia, São Paulo, Hucitec, 2005.

BLOCH, M. Os reis taumaturgos: o caráter sobrenatural do poder régio, França e Inglaterra. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

BURKE, P. A escola dos Annales. São Paulo: Unesp, 1992.

CABECINHAS, R. “Representações Sociais, relações intergrupais e cognição social” In: Paidéia, 2004, 14 (28), 125 – 137.

CARVALHO, J. M. Cidadania no Brasil. O longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

CHARTIER, R. “O mundo como representação” In: Estudos Avançados, vol.5, no.11, São Paulo Jan./Abr.1991.

CHAUÍ, M; FRANCO, M. S. C. Ideologia e mobilização popular. São Paulo: CEDEC/Paz e Terra, 1978.

FEBVRE, L. O problema da incredulidade no século XVI. A religião de Rabelais. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

FONSECA, R. A representação social da mídia e da liderança por líderes e potenciais líderes. Taubaté: Dissertação de Mestrado, UNITAU, 2007.

GRAMSCI, A. El materialismo histórico y la filosofia de Benedetto Croce. Buenos Aires: Lautaro, 1958.

GRECA, A. A representação social da mídia e da comunidade do entorno sobre a Petrobrás/REVAP. Taubaté: Dissertação de Mestrado, UNITAU, 2009.

GUARESCHI, P. A. “Representações Sociais e Ideologia” In: Revista de Ciências Humanas, Florianópolis: EDUFSC, Edição Especial Temática, p.33-46, 2000.

KIENTZ, A. Comunicação de Massa: Análise de Conteúdo. Rio de Janeiro: Eldorado, 1973.

LAGO, B. Comunicação, Educação e Desenvolvimento. Rio de Janeiro: Gernasa, 1971.

LEVI-STRAUSS, C. O pensamento selvagem, São Paulo: Ed. Nacional, 1976.

MEDEIROS, M. M. Informação e representações sociais: um estudo exploratório com familiares de portadores de sofrimento mental. Belo Horizonte: Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação), Universidade Federal de Minas Gerais, 2005.

MORIGI, V. J. “Teoria Social e comunicação: Representações sociais, produção de sentido e construção dos imaginários midiáticos”. Revista Eletrônica E-Compos. Edição 1. Dezembro de 2004. Disponível na Internet: http://www.compos.org.br/e-compos .

MOSCOVICI, S. A representação social da psicanálise. Trad. por Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

________________. Representações Sociais: Investigações em Psicologia Social. Trad. Pedrinho A. Guareschi. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

ROUANET, S. P. Imaginário e Dominação, Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1978.

SODRÉ, N. W. História da imprensa no Brasil, 4 ed., Rio de Janeiro: Mauad, 1999.

VAINFAS, R. “Moralidades brasílicas: deleites sexuais e linguagem erótica na sociedade escravista” In: Laura de Mello e Souza. (Org.). História da Vida Privada no Brasil. 6 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, v. 5, p. 221-274.

VALA, J. “Representações Sociais: Para Uma Psicologia Social do Pensamento Social”. In: VALA, Jorge e MONTEIRO, Maria Benecdita (Org.). Psicologia Social, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1993.

WERNECK, I. E.: Quando os jovens viram notícia de jornal? Uma análise das representações sociais na mídia In: Revista Iberoamericana de Educación, nº 36/12, 2005.

XAVIER, R. “Representação social e ideologia: conceitos intercambiáveis?” In: Psicologia e Sociedade; 14 (2): 18-47; jul./dez.2002


Apontamentos